quinta-feira, 24 de março de 2011

Caros leitores. Há bastante tempo que não me empolgo com o futebol paraense e nem acompanho o Clube do Remo, meu clube da terra (embora quem me conheça saiba que sou são-paulino mas que tudo) como outrora.

No entanto, demonstrei interesse em acompanhar partes do jogo válido pela final do primeiro turno entre Paysandu e Cametá, o qual terminou 3-2 para o papão, o qual acabou se sagrando campeão do primeiro turno do campeonato paraense.

Na Curuzu, muita festa do torcedor. Porém, ainda assim, me pergunto por que toda essa alegria. Aqui pra nós, o futebol paraense já viveu momentos de melhor glória no cenário nacional, nossas principais equipes oscilavam entre a primeira e a segunda divisão do campeonato brasileiro, e um título do campeonato paraense viria a ser apenas a cereja que faltava no bolo para o estímulo da rivalidade.

Mas hoje a verdade é que o nosso futebol está sucateado. Por um lado, o Paysandu, que já viveu momentos de glórias nacionais e internacionais já neste século consegue ser presa fácil para equipes minúsculas nas terceira divisão. Do outro, situação pior: o Clube do Remo mal consegue se classificar para ter acesso ao Brasileirão. Fora a Tuna Luso-Brasileira, que deixou de ser a terceira maior força do nosso futebol há muito tempo.

Diante desse cenário, não me vejo estimulado a pagar um ingresso de valor caro para os padrões do povo paraense para acompanhar um jogo de um campeonato que na verdade é de nível semi-amador. E ainda mais soltar foguetes por um título que na verdade é simbólico, não vale nada. O que vale é o campeão no final.

Mas eu acredito que o que ainda alimenta esse furor da torcida é a própria rivalidade. Talvez o torcedor do Paysandu nem tivesse tanta paixão pelo clube se não fosse pela rivalidade que tem com a torcida do Remo, e vice-versa. E é assim em todos os lugares onde há rivalidade. Penso que, justamente por ignorar qualquer situação desagradável por que passa nosso futebol em nome somente de uma rivalidade é que nos torna o povo mais apaixonado por futebol em todo o Brasil.

Portanto, parabéns hoje não somente ao Paysandu, mas a rivalidade que nos mantém vivos.

1 comentários :

  1. Você está coberto de razão. Mas nosso futebol precisa de base, de cultura de jogar futebol. Dificilmente fabricamos craques e não podemos patrocinar jogadores caros. Falta investimento na base.

    ResponderExcluir

Promoção de Notebooks na Americanas.com

*Atenção: Preço final está no site, pois este itens são promocionais.

de R$ 1.329,99 por R$ 1.149,99
7x de R$ 164,28 sem juros
cartão americanas
cartão americanas.com 1x de R$ 1.034,99

Smartphones

R$ 1.499,00
10x de R$ 149,90 sem juros
cartão americanas
cartão americanas.com 1x de R$ 1.319,12