sábado, 25 de junho de 2011

Foto: Tv Record
As elites ruralistas do Pará não têm agora do que reclamar. Conseguiram o tão sonhado plebiscito para aprovar a divisão do Estado sob o pretexto de melhoria da qualidade de vida da população, como afirmou Rodrigues, em entrevista ao G1:

"Tapajós tem 1,4 milhão de habitantes. Temos duas vezes a população do Acre, de Rondônia, Roraima. É uma população equivalente à do Tocantins. Criando o estado de Tapajós, a região metropolitana de Belém vai ficar muito mais assistida em termos da presença do estado, acesso a saneamento básico, segurança, educação e saúde".

O problema do Pará não é o tamanho, é a ingerência.

Não precisamos dividir o Estado para o próprio Estado chegar à população do interior.

Na minha opinião, quem perderá são os posseiros e as populações tradicionais que não tem título de terra. Pois o Estado (se este for governado por essa elite) terá o poder de desapropriar as terras que quiser, e é muito fácil de haver a grilagem dessas terras.

Também, por outro lado, não sou contra essa divisão, desde que esse “bendito” povo não seja massa de manobra para elitistas que vêem nessa divisão a oportunidade de ganhar “rios de dinheiro” e consolidar-se também com o poder político.

Falei!

Adicione-nos também no Facebook

Siga-nos no Twitter para receber noticias em Tempo Real

0 comentários :

Postar um comentário

Promoção de Notebooks na Americanas.com

*Atenção: Preço final está no site, pois este itens são promocionais.

de R$ 1.329,99 por R$ 1.149,99
7x de R$ 164,28 sem juros
cartão americanas
cartão americanas.com 1x de R$ 1.034,99

Smartphones

R$ 1.499,00
10x de R$ 149,90 sem juros
cartão americanas
cartão americanas.com 1x de R$ 1.319,12