segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

O fim de semana será de muito trabalho para os órgãos que compõem o sistema de segurança pública do Estado. Começou na última quinta-feira e prossegue até a próxima segunda (17) a operação União pela Vida, conjunto de ações integradas que reúne as polícias civil e militar e os agentes reguladores de trânsito para reduzir os índices de criminalidade na Região Metropolitana de Belém (RMB). A ação se concentra nas localidades que têm o maior número de registros e onde a população mais convive com o medo e a insegurança.

O trabalho, que reunirá 150 agentes de segurança, faz parte da nova estratégia de combate à criminalidade na RMB, segundo o diretor do Comando de Policiamento da Capital (CPC), da Polícia Militar, coronel Daniel Borges Mendes. Acompanhado do delegado geral adjunto de Polícia Civil, Rilmar Firmino, e de representantes de outros órgãos, como o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, o comandante apresentou o balanço da operação Hypnos, deflagrada no último fim de semana.

"O objetivo dessas ações não é simplesmente parar carros na barreira, fechar bares ou fazer a abordagem de pessoas nas ruas. Não queremos causar transtorno para a população, e sim que esse trabalho reflita diretamente na queda dos índices de criminalidade, que são alarmantes", disse o coronel. "Para se ter uma ideia da gravidade da situação, Belém vem registrando, há pelo menos três anos ininterruptos, uma média de quatro homicídios por dia", completou o delegado Rilmar Firmino.

Somente ano passado, Belém registrou 1.363 homicídios, uma média de 113 por mês. "Vamos intensificar as investigações e trabalhar para reduzir essa média urgentemente. Não nos interessa se 60% desses casos são considerados acertos de contas; queremos apenas diminuir esse número de mortes", disse o delegado. "Com essa ação integrada, o uso de equipamentos mais modernos e espaços adequados, vamos alcançar esse objetivo", arrematou.

Resultados - Graças à operação Hypnos - que agora passa a ser apenas uma das ações da "União pela Vida" -, duas das principais ocorrências (lesão corporal e roubo) registradas pela polícia caíram consideravelmente. A Hypnos aconteceu entre os dias 7 e 9 deste mês, reunindo cerca de 120 policiais. Durante o fim de semana passado, foram vistoriados 310 estabelecimentos, entre bares e casas noturnas; desses, 106 foram lacrados, por irregularidades como falta de alvará de funcionamento, licença vencida ou resistência à ação policial.

O trabalho resultou na queda direta de 63% no número de casos de lesão corporal (de 73 para 27, de um fim de semana a outro) e de 42% (89 contra 51) nos roubos. Na 1ª Zona de Policiamento (Zpol), que concentra os bairros da Sacramenta e adjacências, a redução foi de 40% e 34%, respectivamente. "Essa operação focou as casas noturnas porque está comprovado que o consumo excessivo de álcool e muitas vezes até de drogas propicia o aumento de ocorrências violentas na cidade", analisa o coronel Daniel Borges.

O comandante do CPC diz que, toda sexta-feira, os órgãos de segurança pública do Estado e município se reunirão para alinhavar as estratégias para o fim de semana. O trabalho da operação União pela Vida será ampliado e terá, dessa vez, a participação do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) e Centro de Perícias Renato Chaves, além da Guarda Municipal e Companhia de Transportes do Município de Belém (Ctbel).

Apreensões - Os focos da operação União pela Vida, detalhou o coronel da PM, são dois: a formação de barreiras de trânsito, para coibir os assaltos praticados com o uso de motos e bicicletas e os assaltos a ônibus, cada vez mais comuns em Belém; e as incursões nos bairros. Guarnições policiais motorizadas e a pé sairão dos principais corredores de tráfego para entrar nas localidades atrás de possíveis ocorrências. Dessa vez, a operação fará também a apreensão de drogas e armas.

"A polícia tem o poder de lacrar um estabelecimento irregular, mas não de mantê-lo fechado, isso é atribuição de outras esferas. O que podemos fazer é voltar aos locais já vistoriados e, em caso de reincidência, fazer a prisão do dono que não tiver atendido às exigências legais de funcionamento", explica o comandante do CPC, revelando que, neste fim de semana, também entram na rota dos policiais os postos de combustível que vendem bebida alcoólica. A operação começou na quinta-feira justamente nestes estabelecimentos, ao longo da avenida Visconde de Souza Franco.

0 comentários :

Postar um comentário

Promoção de Notebooks na Americanas.com

*Atenção: Preço final está no site, pois este itens são promocionais.

de R$ 1.329,99 por R$ 1.149,99
7x de R$ 164,28 sem juros
cartão americanas
cartão americanas.com 1x de R$ 1.034,99

Smartphones

R$ 1.499,00
10x de R$ 149,90 sem juros
cartão americanas
cartão americanas.com 1x de R$ 1.319,12